Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão da Universidade Federal Fluminense

Arquivo de novembro de 2019

“Promovendo a participação de pessoas com deficiência e suas lideranças: Tomando medidas sobre a Agenda de Desenvolvimento 2030” é o tema que a ONU escolheu para celebrar o Dia internacional das pessoas com deficiência em 2019

Postado por comissaouffacessivel em 27/nov/2019 - Sem Comentários

O tema focaliza o empoderamento de pessoas com deficiência para o desenvolvimento inclusivo, equitativo e sustentável
#pratodosverem logo da data comemorativa. Sob um fundo branco e ao centro, o desenho estilizado de três círculos coloridos (azul, laranja, vermelho e verde) entrelaçados e no meio uma pequena bola azul. Na parte inferior o tema em inglês: International Day of Persons with Disabilities. Fim da descrição.

Desde 1992, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência vem sendo comemorado no dia 3 de dezembro em todo o mundo.  O tema para 2019 é: Promovendo a participação de pessoas com deficiência e suas lideranças: Tomando medidas sobre a Agenda de Desenvolvimento 2030.  A abertura oficial das comemorações vai acontecer na sede da ONU, em Nova Iorque e contará com um painel de debates sobre as novas iniciativas pela inclusão da deficiência e um evento chamativo sobre a temática do “Esporte para todos pela paz e pelo desenvolvimento”, que será uma oportunidade para debater sobre o esporte como um poderoso capacitador da paz e do desenvolvimento sustentável através do empoderamento de pessoas com deficiência.

O objetivo é focalizar o empoderamento de pessoas com deficiência para o desenvolvimento inclusivo, equitativo e sustentável, tal como foi visionado na Agenda de 2030 pelo Desenvolvimento Sustentável, que se empenha em “não deixar ninguém para trás” e reconhece a deficiência como uma questão transversal a ser considerada na implementação de seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Confira a programação, que vai acontecer na sede da ONU, em , no dia  3/12/2019

10:00 – 10:20
Lançamento da observância pelo Secretário-Geral (ou seu representante), o Presidente da Assembleia Geral e com a sociedade civil, expressando a solidariedade da comunidade internacional para tornar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável uma realidade para todos, pelas e com as pessoas com deficiência.


10:25 – 11:30
Abertura do evento comemorativo do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência enfatizará a importância da liderança das pessoas com deficiência para a Agenda 2030 de Desenvolvimento. Serão aguardadas declarações pelas personalidades mundiais que analisarão o progresso e compartilharão uma visão sobre a agenda global que inclua a deficiência, discursando sobre os três pilares do trabalho da ONU.


11:35 – 13:00
Este painel examinará as iniciativas e discutirá os próximos passos. A Estratégia de Inclusão da Deficiência das Nações Unidas foi lançada pelo Secretário-Geral em junho para transformar a maneira como a ONU lida com o tema da deficiência, operacionalizando a inclusão da deficiência no seu sistema. As agências especializadas da ONU e outros órgãos intervenientes, individualmente e coletivamente, estão tomando medidas para inserir o tema da deficiência na sociedade geral e para construir um trabalho inclusivo, acessível e sustentável para todos. O progresso foi alcançado em muitas frentes para avançar a inclusão das pessoas com deficiência, os seus direitos, o bem-estar e as perspectivas na agenda global. A acessibilidade – um meio essencial e uma pré-condição para uma sociedade inclusiva e o desenvolvimento – continua a ganhar mais visibilidade e produz resultados através dos esforços da comunidade internacional. Uma inédita Resolução do Conselho de Segurança para proteger pessoas com deficiência em conflitos armados (S/RES/2475-2019) articulou o importante nexo com a deficiência e a paz e a segurança e demarcou um importante passo à frente para pessoas com deficiência que estejam em risco durante os conflitos.

Uma campanha de segurança para os próximos cinco anos (2019-2023) foi iniciada pelo Serviço de Ações em Campo Minado da ONU (UNMAS, na sigla em inglês) com o lema ‘Transformando campos minados em campos para jogos’. Seu objetivo é atrair atenção e oferecer assistência aos sobreviventes de artilharia explosiva através da promoção do esporte e da diversão. Da mesma forma, o esporte pode apoiar o pessoal das forças armadas e os veteranos com deficiência, facilitando a inclusão e a participação deles através de eventos, tais como os Jogos Invictos, evento internacional, poliesportivo e adaptado que foi lançado em 2014.

A sociedade civil e o setor privado também estão tomando a iniciativa de apoiar a inclusão de pessoas com deficiência em ações mundiais, regionais, nacionais e locais. Novas e emergentes redes estão liderando o movimento de inclusão da deficiência na corrente principal da sociedade e na implementação, no monitoramento e na avaliação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

Logo após o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, mas ainda no mês de dezembro de 2019, o Governo do Qatar organizará uma conferência mundial sobre a deficiência e o desenvolvimento a fim de multiplicar os esforços de ativistas internacionais, nacionais, regionais e locais para cumprirem a promessa da Agenda de Desenvolvimento 2030 para todos.

15:00 – 17:00

O preâmbulo da Agenda 2030 reconhece o esporte como um importante capacitador para o desenvolvimento sustentável e a paz. Esta mensagem foi consolidada pelo relatório de 2018 do Secretário-Geral da ONU: “Fortalecendo a estrutura mundial para alavancar o esporte para o desenvolvimento e a paz” (A/73/325) e pela resolução da Assembleia Geral sobre “O esporte como um capacitador do desenvolvimento sustentável” (A/RES/73/24). ‘O esporte’, conforme definido no Plano de Ação Kazan, ‘abrange o esporte para todos, atividades físicas, recreação, dança, e os esportes e jogos organizados, casuais, competitivos, tradicionais, em suas diversas formas’.

O esporte é uma poderosa ferramenta para promover o multilateralismo e unir pessoas. No contexto da construção da paz e da prevenção/solução, assim como no socorro pós-desastres, o esporte pode promover a paz, a tolerância e a compreensão.

         O Artigo 30 da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CDPD) reconhece o direito das pessoas com deficiência de participar, em bases iguais às de outras pessoas, em atividades de recreação, lazer e esporte. Em junho de 2019, um painel de alto nível da 12ª Sessão da Conferência dos Estados Partes à CDPD salientou às pessoas com deficiência que o esporte tem o poder de mudar percepções, preconceitos e comportamentos, além de ser uma poderosa ferramenta para fortalecer elos e redes sociais. Considerando que as pessoas com deficiência continuam a ser excluídas de atividades recreativas e esportivas devido à desinformação, ao preconceito e à ausência de locais acessíveis, os Estados Membros e os agentes intervenientes da sociedade civil estão crescentemente apoiando a política das intervenções que estão melhorando a acessibilidade e a disponibilidade de oportunidades esportivas para pessoas com deficiência.

Fonte: Romeu Sassaki

UFF realiza Fórum de Acessibilidade e Inclusão no “Dia internacional das pessoas com deficiência”

Postado por comissaouffacessivel em 26/nov/2019 - Sem Comentários

#pratodosverem Imagem com fundo branco. No lado esquerdo uma flor dente de leão em verde e escrito em preto “Fórum”. No lado direito, escrito em preto, acessibilidade e inclusão, na parte debaixo dia três de dezembro de dois mil e dezenove, bloco G, Gragoatá, UFF, de nove às dezessete horas. No rodapé, escrito em preto, será emitido certificado ao final do evento. Inscrição pelo link https://forms.gle/RG6Q8d9XK6KZGv5g8. Abaixo a logo do DCE UFF Fernando Santa Cruz, da Comissão UFF Acessível e da UFF. Fim da descrição.
O evento será gratuito e aberto à comunidade

A Comissão UFF Acessível e o Diretório Central dos Estudantes da UFF (DCE-Fernando Santa Cruz), realizam na próxima terça-feira, 3/12, o Fórum de Acessibilidade e Inclusão da UFF. A atividade acontece no “Dia internacional das pessoas com deficiência” e tem, entre outros objetivos, mobilizar a comunidade acadêmica para a questão da inclusão e acessibilidade na universidade. Além de disseminar informações nas diversas áreas, promovendo a reflexão e a troca de experiências a fim de transpor as barreiras atitudinais e pedagógicas, que, hoje, são fatores existentes na instituição, e desta forma, fomentar o trabalho e as ações para uma UFF mais inclusiva e acessível.

O evento será no formato de painel.
10h -Painel 1: Possibilidades Pedagógicas

• Mediação: Hellen Ferreira- Vice-coordenadora do Observatório Internacional de Inclusão, Interculturalidade e Inovação Pedagógica (OIIIIP); profa. da Faculdade de Educação (FEUFF)

• Erika Leme- Coordenadora do Projeto de extensão “Formação cultural e Educação Inclusiva: ampliando horizontes e derrubando barreiras”; profa. da Faculdade de Educação (FEUFF)

•Daniele Magon- Especialista em Libras pela UFRJ; Mestre em Diversidade e Inclusão (CMPDI) e profa. de Libras do Instituto de Letras da UFF

•Raphaela Giffoni- Técnica em Assuntos Educacionais do Setor de Apoio Acadêmico (SAA), do Instituto de Ciências Humanas (ICHS), Campus da UFF no Aterrado, Volta Redonda

•Márcia Moraes- Coordenadora do projeto de pesquisa “Corpo, subjetividade e cegueira”; profa. do Instituto de Psicologia da UFF

14h- Painel 2: Políticas Públicas.

• Mediação: Sérgio Bahia – Membro da Comissão UFF Acessível; prof. do Departamento de Urbanismo e do Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI)

• Jairo Werner – Coordenador do programa Nossos Médicos (saúde mental dos estudantes); Dr. em Saúde Mental; Prof. Titular da Faculdade de Medicina da UFF

• Deborah Prates – Membro da Comissão dos Direitos das Pessoas com Deficiência do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB); membro da Comissão de Direitos Humanos IAB e Presidente da Comissão da Mulher IAB.

• Vitoria Rosa – Diretora de Combate ao Racismo da União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro (UEE-RJ); aluna de Engenharia Mecãnica (UERJ)

• Camila Cidade e Mila Neves – Coletivo de Mães da UFF (CMUFF)

O evento é gratuito e será emitido certificado ao final do evento.
Inscrição pelo link: https://forms.gle/RG6Q8d9XK6KZGv5g8.

Saiba mais sobre o Dia internacional das pessoas com deficiência

O dia 3 de dezembro foi escolhido como data comemorativa internacional promovida pelas Nações Unidas desde 1992, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos concernentes à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar das pessoas.

O tema para 2019 é: “Promovendo a participação de pessoas com deficiência e suas lideranças: Tomando medidas sobre a Agenda de Desenvolvimento 2030” e focaliza o empoderamento de pessoas com deficiência para o desenvolvimento inclusivo, equitativo e sustentável, tal como foi visionado na Agenda de 2030 pelo Desenvolvimento Sustentável, que se empenha em “não deixar ninguém para trás” e reconhece a deficiência como uma questão transversal a ser considerada na implementação de seus 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

VI Encontro de Diversidade e Inclusão acontece na próxima semana no Campus da Praia Vermelha

Postado por comissaouffacessivel em 14/nov/2019 - Sem Comentários

#pratodosverem flyer de fundo amarelado.  À esquerda, a logo do VI Encontro de Diversidade e Inclusão: entrelaçando conhecimentos  em forma circular (fundo azul, , com o sol amarelo mais forte entre dois morros, por onde sai uma estrada na cor branca, com figuras representativas de pessoas com deficiência visual, física e outras).  Acima e no centro, a data:  18,19 e 20/11; o local: auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Água; horário: 8/18h e a informação de gratuidade das inscrições e os nomes dos eventos programados: IV Simpósio de Altas Habilidades ou Superdotação, o IV Simpósio Além do Olhar, o III Simpósios de Deficiência Intelectual e Desenvolvimento Humano e o II Simpósio sobre Deficiência Física. Logo abaixo o link para inform…
As atividades vão ser realizadas no auditório do NAB

Durante os dias 18, 19 e 20/11, a diversidade e a inclusão vão estar no foco dos debates no auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Água (NAB), onde também serão realizados o IV Simpósio de Altas Habilidades ou Superdotação, o IV Simpósio Além do Olhar, o III Simpósios de Deficiência Intelectual e Desenvolvimento Humano e o II Simpósio sobre Deficiência Física.

A abertura está marcada para 9h e contará com a participação da profa. Diana Negrão Cavalcanti, Coordenadora do Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI) – responsável pela organização do evento e do prof.  Luiz Antonio Botelho Andrade, Presidente da Associação Brasileira de Diversidade e Inclusão (ABDIn).

Confira a programação:

#pratodosverem folder com fundo amarelado com a programação completa

Para mais informações, acesse o site: http://cmpdi.uff.br/,  ou entre em contato pelo e-mail diversidadeinclusao.cmpdi@gmail.com

Volta Redonda recebe representantes da Comissão UFF Acessível

Postado por comissaouffacessivel em 09/nov/2019 - Sem Comentários

Representantes da Comissão UFF Acessível participaram na última quarta-feira, 06/11, de uma palestra sobre “Mobilidade Urbana e Calçadas”, no Campus do Aterrado.  Organizado pelo prof. Ilton Curty Leal Junior, do Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Gestão (GETEG).

#pratodosverem Foto de um homem de camisa azul em pé com um microfone na mão. Ao fundo as bandeiras de Volta Redonda, Brasil e Estado do Rio de Janeiro
Abertura do evento no Campus do Aterrado

O evento, que contou com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) e do Setor de Apoio Acadêmico (SAA), do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) reuniu alunos, técnicos e professores de diversas áreas, bem como de representantes da sociedade civil de Volta Redonda, num importante e oportuno debate sobre o tema, integrando as necessidades da população com os conhecimentos que a Universidade pode oferecer.

Durante a visita ao ICHS a Presidente da Comissão UFF Acessível, Jornalista Lucília Machado teve a oportunidade de estreitar os laços com aquela unidade do interior e conversar sobre novas parcerias para os campi da UFF no interior.

Na oportunidade também foi realizada uma visita ao Laboratório de Ambiente Virtual de Aprendizagem para Crianças Autistas (Adaca), coordenado pela Profa. Vera Caminha, que também faz parte do Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI).

#pratodosverem  à direita, uma mulher de blusa rosa e calça preta em pé mostra brinquedos coloridos para uma outra mulher na cadeira de rodas, óculos e calças  vermelhos e blusa amarela
O Adaca desenvolve ferramentas para apoio a inclusão digital e a inclusão social de crianças com autismo. 

Saiba mais sobre o SAA

Em novembro de 2015, na gestão do prof. prof. Ilton Curty Leal Junior, foi criado o Setor de Apoio Acadêmico (SAA) no ICHS com o objetivo de promover e zelar pela acessibilidade e inclusão.  Desde então, o setor passou a atuar em parceria e relações permanentes e estreitas com o então Núcleo Sensibiliza, atual Secretaria de Acessibilidade e Inclusão (SAA), vinculada à Proaes.  O setor, que é responsável pelo acolhimento e inclusão dos alunos com deficiência no ICHS disponibiliza, entre outros recursos, computadores e notebooks adaptados, scanners óticos, bolsistas de apoio à inclusão e monitores de acessibilidade. Além disso, a equipe também conta com uma sala específica para estudos dirigidos dos alunos com deficiência.

Contato: uff.ichs.saa@gmail.com
Rua Des. Ellis Hermydio Figueira, 783 – Sala: 101B / UFF Aterrado – Volta Redonda – RJ

Saiba mais sobre o Adaca

Criado em 2010, o grupo de pesquisa e extensão Ambiente Digital de Aprendizagem para Criança Autista (Adaca), vinculado ao Instituto de Ciências Exatas (Icex) e o Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) da Universidade Federal Fluminense, campus Volta Redonda tem como objetivo de auxiliar na aprendizagem de crianças autistas.  Através de atividades complementares no ensino de matemática, português e música, as ferramentas computacionais do projeto multidisciplinar contribuem também para a inclusão digital dessas crianças. Atualmente, o Adaca conta com quatro docentes, uma fonoaudióloga e 25 alunos (incluindo bolsistas e voluntários) dos cursos de Psicologia, Física Computacional, Matemática Computacional, Engenharia e Ciências da Computação. A equipe de profissionais e alunos investiga e desenvolve ferramentas digitais que podem colaborar para o aperfeiçoamento da comunicação da criança com o transtorno do espectro autista.

http://adaca.com.br/

Rua Des. Ellis Hermydio Figueira, 783-Bairro Aterrado-Sala: 102B- Volta Redonda – RJ


Autismo em foco na UFF

Postado por comissaouffacessivel em 08/nov/2019 - Sem Comentários

#pratodosverem sobre um fundo em tons de branco e azul, o flyer de divulgação tendo acima as logos e abaixo os títulos dos eventos e os temas. Em seguida as informações sobre data e local. Na parte inferior, as logos da UFF, ABDIN, do Caminho Azul da Proppi e do CMPDI. Fim da descrição
A edição de 2019 vai trazer atualidades sobre práticas clínicas, terapêuticas e pedagógicas sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Estão abertas as inscrições para o 3º Simpósio sobre o Autismo na UFF (SAUFF) e a 1 Jornada sobre Autismo da Associação Caminho Azul, que serão realizados nos dias 21, 22 e 23 de novembro, no auditório do NAB , no Campus da Praia Vermelha, na Boa Viagem, em Niterói.

Na pauta de debates, temas de importância na área do Transtorno do Espectro Autista (TEA), como atualidades sobre práticas clínicas, terapêuticas e pedagógicas.  As inscrições deverão ser feitas exclusivamente através do site: https://doity.com.br/3-simposio-sobre-autismo-da-uff-sauff-…

A programação vai constar de palestras, mesas-redondas, oficinas, apresentação de trabalhos na forma de pôsteres e comunicação oral. O evento é voltado para médicos, profissionais de saúde, professores universitários, alunos de pós-graduação e graduação, professores da educação básica e demais profissionais interessados no tema.

Serviço:

Data: 21, 22 e 23 de novembro de 2019.

Local: Universidade Federal Fluminense, UFF – Auditório NAB – Campus da Praia Vermelha (Rua Professor Edmundo March, s/nº – Bairro Boa Viagem – Niterói/RJ.)

Link para inscrição no 3º Sauff +1º Joteazul: https://doity.com.br/3-simposio-sobre-autismo-da-uff-sauff-…

Palestra sobre “Mobilidade Urbana e Calçadas” nesta quarta-feira no Campus do Aterrado em Volta Redonda

Postado por comissaouffacessivel em 06/nov/2019 - Sem Comentários

#pratodosverem flyer de fundo branco com detalhes em tons de azul. Na parte de cima o título da palestra "Mobilidade urbana e calçadas". Logo abaixo a direita o nome dos palestrantes. Na parte inferior, as informações de serviço: data horário e local, seguido da informação de que as vagas são limitadas e o link para inscrição. Fim da descrição.



O evento vai abordar sobre a importância das calçadas como peças fundamentais para a mobilidade urbana e acessibilidade

Pesquisadores da área de Engenharia de Transportes, do polo da UFF, em Volta Redonda promovem nesta quarta-feira, 06/11, às 19h, uma palestra sobre Mobilidade Urbana e calçadas, no auditório do Campus do Aterrado. A iniciativa é do Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Gestão (GETEG) e tem apoio do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) e da Comissão UFF Acessível.

Segundo o Prof. Ilton Curty Leal Junior, idealizador da atividade, o objetivo
é começar a debater o assunto, integrando as necessidades da população com os conhecimentos que a Universidade pode oferecer

-O tema de Mobilidade Urbana e a importância das calçadas nesse contexto, apresentar as experiências sobre calçadas e seus impactos na mobilidade urbana em diferentes municípios, levantando a discussão em nível municipal, visando maior compreensão sobre o tema e (quem sabe?) iniciar um movimento de melhoria de nossa realidade.

Inscrição:www.mobilidadecalcadas.blogspot.com

Para mais informações envie um e-mail para iltoncurty@gmail.com

Serviço:

Data: 06/11/2019
Horário: 19 às 21h
Endereço: Auditório da Universidade Federal Fluminense
Rua Desembargador Ellis Hermydio Figueira, 783
Bloco A Sala 304 – Aterrado – Volta Redonda.


Translate »